CARNAVAL

Pioneira do novo carnaval de rua do Rio, a Orquestra Voadora pilota um bloco da maior envergadura, um dos maiores da cidade.

“A praça é do povo como o céu é do condor”, já dizia Castro Alves.

Pois é das pistas do Aterro do Flamengo, coladinho com o aeroporto Santos Dumont, que decola a nave movida a amizade, reunindo mais de 300 tripulantes, entre músicos, ritmistas, acrobatas e pernaltas. No cortejo mais recente, em março de 2020, mais de 100 mil pessoas dividiram com o grupo o prazer de brincar o carnaval turbinados pela potência de tantas musicalidades.

Criadas em 2013 para atender à crescente demanda de foliões-musicistas e formar novos integrantes, as oficinas de sopro e percussão da Orquestra Voadora funcionam ao longo do ano sob a lona de um dos mais importantes palcos do Brasil, o Circo Voador. Lá são desenvolvidos os conhecimentos e habilidades musicais de iniciantes e iniciados, além do próprio repertório para os desfiles de carnaval que acontecem no Rio de Janeiro e em São Paulo. Desde março de 2020, com as restrições impostas pela pandemia de COVID-19, as aulas passaram a ser feitas em formato online, sem entretanto perder o foco na autonomia musical dos participantes, visando prepará-los para o carnaval pós vacina.

Malas prontas? Então aperte os cintos, vamos voar!